Clubes
Competições
Publicidade
Cruzeiro vence o São Paulo de virada e segue na cola do G4
Time celeste fica a seis pontos da zona para Libertadores
Washington Alves / Light Press
Leandro Damião e Willian marcaram os gols da vitória celeste

Empurrado pela nação azul, que cantou durante os 90 minutos da partida, a Raposa venceu o São Paulo de virada, por 2 a 1, neste domingo, no Mineirão. Dono das ações ofensivas do duelo, o Maior de Minas saiu atrás no placar, ao ser surpreendido com um gol de Luis Fabiano, ainda no primeiro tempo. Depois, o time estrelado buscou forças e reverteu o marcador com tentos de Willian e Leandro Damião.
Com esse triunfo, em embate válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Clube Azul chegou à marca de 48 pontos, manteve a 10ª colocação e ficou a apenas seis pontos do G4. Além disso, a vitória ainda consolidou o décimo jogo consecutivo de invencibilidade do elenco cruzeirense no certame nacional.
Depois desse resultado, a equipe celeste terá uma semana inteira de trabalhos na Toca da Raposa II e voltará a campo pelo Brasileirão somente no próximo domingo. Nesse dia, o time comandado por Mano Menezes enfrentará o Sport, às 17h, novamente no Gigante da Pampulha.
O jogo
O início do duelo foi marcado pela troca de passes na área central do gramado. Jogando em casa, o Cruzeiro tomava a iniciativa e marcava o adversário no campo de defesa do mesmo. No entanto, o primeiro lance agudo foi dos paulistas que, aos seis minutos, tentaram infiltrar pelo miolo da zaga, com Luis Fabiano, mas Fábio saiu do gol e abafou o perigo.
Aos dez minutos, o Maior de Minas respondeu. Após pressionar a saída rival, Arrascaeta deu belo passe para Fabrício, que poderia ter finalizado, mas tentou o drible e não conseguiu completar a jogada. Três minutos depois, Willian lançou Willians, que passou por Reinaldo e finalizou colocado no ângulo direito, obrigando Dênis a espalmar para escanteio.
No minuto seguinte, Bruno Rodrigo pegou sobra dentro da grande área e arrematou, de voleio, para outra grande defesa do arqueiro visitante. Na sequência, Willians foi à linha de fundo, cruzou rasteiro e o goleiro espalmou. No rebote, Willian tentou finalizar, mas não acertou o chute com precisão.
Só dava Cruzeiro. Aos 18 minutos, Dênis fez duas ótimas intervenções. Na primeira, ele defendeu um arremate de Gabriel Xavier e, logo depois, evitou um gol certo do tetracampeão brasileiro, ao interceptar, em cima da linha, nova conclusão de Willians.
Apesar de dominar amplamente a partida, a Raposa surpreendida pela agremiação de Doriva. Aos 30 minutos, Alexandre Pato cobrou escanteio na cabeça de Luis Fabiano, que testou firme, sem chances para Fábio. São Paulo 1 x 0.
Mesmo sofrendo um tento inesperado, o Clube Azul não se abalou e manteve o seu ímpeto ofensivo. Com isso, o empate era questão de tempo e não demorou a sair. Aos 32 minutos, Gabriel Xavier tentou acionar Arrascaeta, mas o passe foi interceptado por Lucão e ficou com Willian. O atacante dominou e, com faro de artilheiro, acertou um belo chute no canto direito de Dênis, que nada pôde fazer. Cruzeiro 1 x 1.
A última grande oportunidade cruzeirense na primeira etapa se deu aos 33 minutos, quando Gabriel Xavier fez ótimo lançamento para Arrascaeta. O uruguaio arriscou de canhota, rasteiro, e por pouco não marcou o segundo gol do Time do Povo.
2º tempo
A segunda metade do combate começou de maneira semelhante à primeira, com muitos toques na área central do gramado. Nos instantes iniciais também aconteceram alguns arremates de longa distância, dos atletas Luis Fabiano e Arrascaeta, mas que não assustaram os goleiros.
Aos nove minutos, Willian cruzou para área e encontrou Henrique, o volante subiu livre, mas testou sobre o travessão de Dênis. A resposta são-paulina veio dois minutos depois, quando Michel Bastos acionou Alexandre Pato, que saiu na cara de Fábio e chutou acima da trave celeste.
O lance mais polêmico da tarde ocorreu na marca dos 20 minutos, momento em que Arrascaeta invadiu a área e foi derrubado por Reinaldo. A agremiação cinco estrelas pediu pênalti, porém o árbitro Marcelo de Lima Henrique nada assinalou e marcou somente tiro de meta para os paulistas.
No minuto seguinte, Alexandre Pato recebeu na esquerda do ataque e finalizou firme, de perna canhota, no lado de fora da rede azul. O jogo era dinâmico, com chances para os dois lados, tanto que, aos 24 minutos, o tetracampeão brasileiro voltou a assustar em chute cruzado de Willian.
O gol da virada do Time do Povo veio aos 35 minutos da etapa complementar. No lance, Ariel Cabral recebeu no meio de campo e realizou ótima assistência para Leandro Damião. O goleador ganhou na corrida da zaga visitante, ajeitou o corpo e conclui forte, de primeira, no canto esquerdo de Dênis, que nem se mexeu. Cruzeiro 2 x 1.
Mesmo com a vantagem, a Raposa não recuou. Aos 41 minutos, Damião sofreu falta e, na cobrança da infração, Fabrício obrigou o goleiro rival a se esticar todo para evitar o terceiro tento do Maior de Minas.
CRUZEIRO 2 X 1 SÃO PAULO
Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 08/11/2015 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR/FIFA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)
Público: 33.417 pagantes
Renda: R$1.001.675,00
Gols: Luis Fabiano, aos 30, e Willian, aos 32 minutos do 1º tempo; Leandro Damião, aos 35 minutos do 2º tempo
Cruzeiro:
Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians, Ariel Cabral, Gabriel Xavier (Leandro Damião) e Arrascaeta (Marquinhos); Willian (Charles)
Técnico: Mano Menezes
São Paulo:
Denis; Bruno (Hudson), Lucão, Rodrigo Caio e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley (Centurión) e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luis Fabiano (Alan Kardec)
Técnico: Doriva
Cartões amarelos: Manoel (Cruzeiro); Thiago Mendes (São Paulo)

Empurrado pela nação azul, que cantou durante os 90 minutos da partida, a Raposa venceu o São Paulo de virada, por 2 a 1, neste domingo, no Mineirão. Dono das ações ofensivas do duelo, o Cruzeiro saiu atrás no placar, ao ser surpreendido com um gol de Luis Fabiano, ainda no primeiro tempo. Depois, o time estrelado buscou forças e reverteu o marcador com tentos de Willian e Leandro Damião.

Com esse triunfo, em embate válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Clube Azul chegou à marca de 48 pontos, manteve a 10ª colocação e ficou a apenas seis pontos do G4. Além disso, a vitória ainda consolidou o décimo jogo consecutivo de invencibilidade do elenco cruzeirense no certame nacional.

Depois desse resultado, a equipe celeste terá uma semana inteira de trabalhos na Toca da Raposa II e voltará a campo pelo Brasileirão somente no próximo domingo. Nesse dia, o time comandado por Mano Menezes enfrentará o Sport, às 17h, novamente no Gigante da Pampulha.

O jogo

O início do duelo foi marcado pela troca de passes na área central do gramado. Jogando em casa, o Cruzeiro tomava a iniciativa e marcava o adversário no campo de defesa do mesmo. No entanto, o primeiro lance agudo foi dos paulistas que, aos seis minutos, tentaram infiltrar pelo miolo da zaga, com Luis Fabiano, mas Fábio saiu do gol e abafou o perigo.

Aos dez minutos, o time celeste respondeu. Após pressionar a saída rival, Arrascaeta deu belo passe para Fabrício, que poderia ter finalizado, mas tentou o drible e não conseguiu completar a jogada. Três minutos depois, Willian lançou Willians, que passou por Reinaldo e finalizou colocado no ângulo direito, obrigando Dênis a espalmar para escanteio.

No minuto seguinte, Bruno Rodrigo pegou sobra dentro da grande área e arrematou, de voleio, para outra grande defesa do arqueiro visitante. Na sequência, Willians foi à linha de fundo, cruzou rasteiro e o goleiro espalmou. No rebote, Willian tentou finalizar, mas não acertou o chute com precisão.

Só dava Cruzeiro. Aos 18 minutos, Dênis fez duas ótimas intervenções. Na primeira, ele defendeu um arremate de Gabriel Xavier e, logo depois, evitou um gol certo do tetracampeão brasileiro, ao interceptar, em cima da linha, nova conclusão de Willians.

Apesar de dominar amplamente a partida, a Raposa surpreendida pela agremiação de Doriva. Aos 30 minutos, Alexandre Pato cobrou escanteio na cabeça de Luis Fabiano, que testou firme, sem chances para Fábio. São Paulo 1 x 0.

Mesmo sofrendo um tento inesperado, o Clube Azul não se abalou e manteve o seu ímpeto ofensivo. Com isso, o empate era questão de tempo e não demorou a sair. Aos 32 minutos, Gabriel Xavier tentou acionar Arrascaeta, mas o passe foi interceptado por Lucão e ficou com Willian. O atacante dominou e, com faro de artilheiro, acertou um belo chute no canto direito de Dênis, que nada pôde fazer. Cruzeiro 1 x 1.

A última grande oportunidade cruzeirense na primeira etapa se deu aos 33 minutos, quando Gabriel Xavier fez ótimo lançamento para Arrascaeta. O uruguaio arriscou de canhota, rasteiro, e por pouco não marcou o segundo gol do Cruzeiro.

2º tempo

A segunda metade do combate começou de maneira semelhante à primeira, com muitos toques na área central do gramado. Nos instantes iniciais também aconteceram alguns arremates de longa distância, dos atletas Luis Fabiano e Arrascaeta, mas que não assustaram os goleiros.

Aos nove minutos, Willian cruzou para área e encontrou Henrique, o volante subiu livre, mas testou sobre o travessão de Dênis. A resposta são-paulina veio dois minutos depois, quando Michel Bastos acionou Alexandre Pato, que saiu na cara de Fábio e chutou acima da trave celeste.

O lance mais polêmico da tarde ocorreu na marca dos 20 minutos, momento em que Arrascaeta invadiu a área e foi derrubado por Reinaldo. A agremiação cinco estrelas pediu pênalti, porém o árbitro Marcelo de Lima Henrique nada assinalou e marcou somente tiro de meta para os paulistas.

No minuto seguinte, Alexandre Pato recebeu na esquerda do ataque e finalizou firme, de perna canhota, no lado de fora da rede azul. O jogo era dinâmico, com chances para os dois lados, tanto que, aos 24 minutos, o tetracampeão brasileiro voltou a assustar em chute cruzado de Willian.

O gol da virada do time celeste veio aos 35 minutos da etapa complementar. No lance, Ariel Cabral recebeu no meio de campo e realizou ótima assistência para Leandro Damião. O goleador ganhou na corrida da zaga visitante, ajeitou o corpo e conclui forte, de primeira, no canto esquerdo de Dênis, que nem se mexeu. Cruzeiro 2 x 1.

Mesmo com a vantagem, a Raposa não recuou. Aos 41 minutos, Damião sofreu falta e, na cobrança da infração, Fabrício obrigou o goleiro rival a se esticar todo para evitar o terceiro tento do Cruzeiro.

 

CRUZEIRO 2 X 1 SÃO PAULO

Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 08/11/2015 (domingo)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR/FIFA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)

Público: 33.417 pagantes

Renda: R$1.001.675,00

Gols: Luis Fabiano, aos 30, e Willian, aos 32 minutos do 1º tempo; Leandro Damião, aos 35 minutos do 2º tempo

Cruzeiro:

Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians, Ariel Cabral, Gabriel Xavier (Leandro Damião) e Arrascaeta (Marquinhos); Willian (Charles)

Técnico: Mano Menezes

São Paulo:

Denis; Bruno (Hudson), Lucão, Rodrigo Caio e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley (Centurión) e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luis Fabiano (Alan Kardec)

Técnico: Doriva

Cartões amarelos: Manoel (Cruzeiro); Thiago Mendes (São Paulo)

 

Fonte: Site Oficial do Cruzeiro

Visualizações Visualizações: 421  
Data e Hora em que foi cadastrado Segunda, 09/11/2015 às 12:28:03


Próximos jogos
Últimos Jogos
Internacional
Cruzeiro
2 0
Atlético-MG
Chapecoense
3 0
Cruzeiro
Joinville
3 0
Grêmio-RS
Atlético-MG
2 1
Atlético-MG
Goiás
2 2
Palmeiras
Cruzeiro
1 1


42 Publicidade